Card image cap

Parque Aquícola de Lajeado recebe 1.500 tilápias do UniCatólica

20 de Setembro de 2022 | Noticias
Compartilhe:

No último sábado, 17, os piscicultores que cultivam em tanques-rede no Parque Aquícola de Lajedo/Miracema foram contemplados com a entrega de 1.500 tilápias, com peso médio de 180 gramas, pelo Centro Universitário Católica do Tocantins. A iniciativa foi viabilizada pelo curso de Zootecnia, por meio do professor mestre Thiago Fontolan Tardivo, do professor doutor Peter Gaberz Kirschinik e da coordenadora do curso, professora mestre Kedma Marinho e contou com a presença de aproximadamente 20 alunos do curso e de Agronomia. 

 

A partir de agora, os piscicultores serão acompanhados pelos docentes e acadêmicos da instituição com assistência técnica para o manejo e cultivo até o ciclo final de produção, como explica o professor doutor Peter Gaberz Kirschinik. “O projeto busca apoiar os piscicultores do Parque Aquícola com os 1.500 juvenis da espécie tilápia, com menor perda de mortalidade, e trazer os acadêmicos para participarem de todo esse processo, uma vez que eles serão os futuros extensionistas. É fundamental que conheçam todas as realidades dos ambientes e os manejos, bem como o transporte, soltura, calcular biomassa, acompanhar o desempenho, entre outros”, ponderou o docente.  

 

Para o Secretário de Administração de Lajeado, Levi Lopes Gomes, “É mais uma ação reforçando a parceria entre o UniCatólica e a Prefeitura de Lajeado trazendo esses peixes juvenis para serem criados aqui desde o período de engorda até a fase do abate. É uma experiência que está sendo desenvolvida pela turma de Zootecnia e a responsável aqui será uma acadêmica da instituição que é a Gislaine de Andrade, filha do Sr. Geanio, produtor de peixe no Parque Aquícola”, comentou o secretário. 

 

O ponto de vista do piscicultor e do estudante

 

Geanio Lopes Abreu, é piscicultor no Parque Aquícola e Presidente da Associação Peixe do Segredo. Ele conta como a doação contribui para o desenvolvimento da cadeia na cidade. “Para nós é um prazer imenso ter essa oportunidade, em parceria com o UniCatólica e o município, ver esses alunos interagindo dentro da iniciativa e precisamos ter esse conhecimento. Com isso, esperamos ter uma resposta positiva em relação ao manejo, uma vez que são alunos que estão buscando conhecimento e informações, então é muito bom ter a universidade conosco”, disse o produtor.

 

A estudante do segundo período de Zootecnia do UniCatólica, Gislaine de Andrade, é filha do Sr. Geanio e será uma das responsáveis por acompanhar de perto o projeto. Ela conta as expectativas para o monitoramento do crescimento dos peixes. “Está sendo muito gratificante, pois já tenho alguns conhecimentos que posso agregar e com essa iniciativa vou absorver mais aprendizados tanto dentro da faculdade, quanto fora com o projeto. Além da tilápia, já cultivamos a caranha, piabanha, o pintado, e assim vamos desenvolvendo a criação durante a nossa trajetória”, disse a estudante acrescentando que a escolha do curso se deu justamente pelo trabalho que já vinha executando e pela necessidade de profissionais na região para auxiliar os piscicultores.

 

 

Por Kezia Noá

 

Clique na imagem para expandir