Card image cap

Higor Batista

Prefeito Júnior Bandeira participa de reunião para discutir sobre o Exercício de Rompimento de Barragem

22 de Setembro de 2021 | Noticias
Compartilhe:

O intuito da ação é agir de forma preventiva frente aos riscos de acidentes relacionados ao rompimento da barragem.

 

Com intuito de alinhar as funções dos agentes que estarão presentes na realização do Exercício de Simulação em Caso de Rompimento da Barragem da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães (UHE Lajeado), que acontecerá entre os dias 16 e 18 de novembro, o prefeito de Lajeado, Júnior Bandeira, esteve reunido na manhã desta quarta-feira, 22/09, no Centro de Inclusão Digital Poeta José Gomes Sobrinho, com representantes do Ministério Público, Secretaria Estadual de Segurança Pública, Corpo de Bombeiros, Exército Brasileiro, Marinha, Defesa Civil Estadual e Municipal e com secretários municipais. 

 

Além de alinhar as funções de todos os agentes para a execução do Exercício, o encontro também teve objetivo de apresentar pontos da cidade que serão incluídos no planejamento do exercício às instituições. O intuito da ação é agir de forma preventiva frente aos riscos de acidentes relacionados ao rompimento da barragem da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães. 

 

O Tenente-coronel e Superintendente da Defesa Civil do Estado do Tocantins, Erisvaldo de Oliveira Alves, ressaltou sobre a importância da reunião. “A reunião serviu para alinhar a ideia do exercício com todos os atores, verificar como cada uma irá contribuir dentro de sua responsabilidade legal e de sua estrutura. A partir disso, iremos analisar como que o exercício será executado. Alinhamos as ideias para que todos exerçam suas devidas funções, dessa forma não teremos problemas na execução do exercício”, ressaltou.

 

Segundo o prefeito Júnior Bandeira, o apoio da comunidade será essencial durante a realização do exercício. “Várias entidades estiveram presentes nesta reunião institucional. Nós vamos realizar no dia 16, 17 e 18 exercícios que devem mitigar as consequências de um possível desastre de rompimento da barragem da UHE Lajeado. Portanto, é um exercício que envolve, aproximadamente, cem voluntários, que serão moradores das áreas mais arriscadas. Contaremos com soldados do exército para atuar junto com a comunidade”, explicou.

Clique na imagem para expandir