Notícias

Recuperação de estradas é intensificada no período chuvoso em Lajeado

Recuperação de estradas é intensificada no período chuvoso em Lajeado

A licitação do processo de aquisição do maquinário pode ser conferida no Diário Oficial.

Nesta semana a Prefeitura de Lajeado por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento deu inicio a operação de serviços de recuperação de estradas vicinais.  Com o período de chuvas constantes, as vias de circulação na zona rural e urbana da cidade sofrem desgastes. Nesse sentindo, a Secretaria pretende recuperar o máximo de estradas para garantir a segurança tráfego.

O secretário Washington Martins conta sobre a dificuldade de executar os serviços nesse período chuvoso. “Mesmo com o período chuvoso e com a pandemia que estamos enfrentando, o nosso serviço não para. Estamos preocupados com a recuperação das estradas no município, no momento não conseguimos executar o trabalho que planejamos, mas estamos recuperando alguns trechos, pontes e principais pontos que precisam urgentemente de restauração”, disse.

Vale ressaltar que recentemente a prefeitura assinou convênio com o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento para aquisição de uma retroescavadeira. A máquina será utilizada para atender os serviços públicos de estradas e rodovias do município e também vai oferecer apoio à zona rural.

Comitê Operacional de Emergência realizou reunião com todos os secretários municipais de Lajeado

Comitê Operacional de Emergência realizou reunião com todos os secretários municipais de Lajeado

O decreto completo com a flexibilização das medidas pode ser conferido no Diário Oficial.


O Comitê Operacional de Emergência (COE) realizou na manhã desta sexta-feira (24), uma reunião para reforçar sobre os cuidados da saúde e a necessidades de alinhar ações de monitoramento da covid-19 com todos os secretários municipais. O encontro teve o objetivo de debater sobre a importância do uso de máscaras e sobre a aquisição de EPI’s para os profissionais da saúde.

À frente do esforço para combater a propagação do vírus estão a Secretaria de Saúde, o COE e todas as Secretarias do município. Juntos, os membros têm realizado ações que buscam assegurar as medidas de distanciamento social e a saúde pública. Mesmo com a compreensão da gravidade da pandemia, a prefeitura divulgou um novo decreto que libera a reabertura do comércio, mas com restrições rigorosas.

Os serviços dos estabelecimentos que retomarão com os trabalhos devem obedecer as seguintes regras: evitar aglomerações de pessoas na parte interna e externa do estabelecimento; orientar e manter a distância de 2 metros uma pessoa da outra, dentro e fora do estabelecimento; Higienizar frequentemente com álcool, álcool gel, sabão, ou desinfetante, as mãos, equipamentos, materiais ou móveis de maior uso das pessoas; Utilizar luvas ao manusear dinheiro, cartões de crédito e máquinas de cartão e higienizar o que for possível. Entre outras recomendações que podem ser conferidas no decreto.

 

Por Amanda Mitaly

Prefeitura de Lajeado viabiliza reabertura de igrejas

Prefeitura de Lajeado viabiliza reabertura de igrejas

O novo decreto de flexibilização de medidas pode ser conferido no Diário Oficial.

Para ouvir os líderes religiosos do município, discutir sobre a flexibilização de medidas de contenção contra o coronavírus e sobre a reabertura das igrejas em Lajeado, o Comitê Operacional de Emergência (COE) realizou na manhã desta sexta-feira (24), no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), uma reunião com o prefeito Júnior Bandeira, representantes da igreja católica, pastores e secretários municipais.

O encontro resultou em um documento que deve ser entregue pelos lideres religiosos ao COE nos próximos dias. No documento deve haver informações sobre a quantidade de pessoas que o templo deverá acomodar de acordo o tamanho da igreja, para limitar a sua capacidade mínima de pessoas, além disso deve haver um plano específico de contingência que será entregue individualmente por cada entidade interessada em retomar com as atividades religiosas.

Além da apresentação do plano, é necessário seguir as seguintes orientações: manter distância mínima de dois metros entre os participantes das atividades; fazer o uso de máscaras entre todos; o horário das atividades não deve ser superior a 45 minutos; é obrigatório a disponibilização de locais providos com água corrente, sabonete líquido, toalhas descartáveis e lixeiras com pedal, ou, álcool em gel antisséptico a 70%, a fim de que os participantes possam fazer a assepsia das mãos.

Bandeira conta que em meio a pandemia, ninguém está preparado para enfrentar o novo vírus e destacou que países que não cumpriram com antecedência as exigências de isolamento estão em situações complicadas de contenção da covid-19.

“São decisões difíceis, entendemos que para muitas pessoas a igreja é um refúgio de orientação espiritual, por isso estamos pensando em flexibilizar as medidas, no entanto, a fiscalização será mais dura. Só será autorizada a reabertura após análise do plano de contingência de cada templo” disse.

Essa foi a primeira reunião em que a flexibilização dos templos religiosos foi discutida de forma exclusiva. Na última segunda-feira (20), quando foi discutido sobre a reabertura dos comércios, alguns líderes religiosos estavam presentes e já tinham pedido o retorno do funcionamento das igrejas.  

 

Por Amanda Mitaly