Notícias

Animais podem se tornar transmissores indiretos do Coronavírus   

Animais podem se tornar transmissores indiretos do Coronavírus  

 Animais não podem contrair o covid-19, mas se tornam superfícies contaminadas.

Com o surgimento do novo coronavírus (Covid-19), também surgiu informações falsas que assustam a comunidade. Em razão disso, é importante esclarecer que animais domésticos não são transmissores diretos do vírus para as pessoas, ou seja, animais apenas podem virar superfícies contaminadas, assim como maçanetas e outros objetos, se tornando um transmissor indireto.

O veterinário Severino Neto explica sobre a relação do covid-19 com os animais. “Os animais podem sim ser transmissores indiretos. Esse animal ao sair para passear com o seu tutor caso entre em contato com ambientes contaminados, ele pode adquirir partículas virais do vírus e levar para dentro de casa. Esse já é um risco de transmissão”, disse.

Severino ainda reforça sobre as fake News de contaminação direta pelos animais. “Já a transmissão direta para as pessoas não tem como, os animais têm sim os tipos de coronavírus e temos até vacinas desenvolvidas, que por sinal, não são aplicáveis em seres humanos. Portanto, os animais desenvolvem a doença totalmente diferente do novo vírus, o covid-19”, destaca.

Portanto, é importante que as recomendações do Ministério da Saúde sejam cumpridas. Deve-se evitar sair com os animas em locais movimentados, pois os bichinhos podem se tornam objetos de transmissão indireta.

 

Créditos da imagem: Freepik

Atendimento presencial do Cadastro Único é suspenso em Lajeado

Atendimento presencial do Cadastro Único é suspenso em Lajeado

Medida ocorre em função da prevenção ao coronavírus.

A Prefeitura Municipal de Lajeado, por meio da Secretaria de Assistência Social informa que os atendimentos presenciais do setor de Cadastro Único estão suspensos a partir desta quinta-feira, 26/03, como medida de enfrentamento ao novo coronavírus. As medidas adotadas consideram a necessidade de evitar aglomeração de pessoas, principalmente àquelas que se enquadram nos grupos de riscos.

De acordo com o Ministério da Cidadania, a inscrição ou atualização dos beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) estarão suspensas por 120 dias, pois não haverá bloqueio dos benefícios. Desse modo, não será necessário ir aos Postos de Atendimento pelos próximos dias.

As pessoas que tiverem quaisquer dúvidas referentes aos programas sociais e a situação do Cadastro único deverão entrar em contato com o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) pelo telefone (63) 3519-1258.

Coronavírus no Tocantins

Já são 07 casos confirmados por coronavírus no Tocantins, de acordo o Laboratório Central de Saúde Pública no Tocantins (Lacen). A Secretaria do Estado da Saúde do Tocantins alegou instabilidade no Sistema do Ministério da Saúde e informou que não terá atualização da relação dos casos suspeitos e descartados. Até o último domingo, o número de casos suspeitos de Covid-19 no estado era de 64 e 37 descartados.

Confira as mudanças que comércios adotaram em Lajeado por combate ao coronavírus

Confira as mudanças que comércios adotaram em Lajeado por combate ao coronavírus

O decreto completo pode ser conferido no Diário Oficial.

Após confirmações de casos de coronavírus no Tocantins, a Prefeitura de Lajeado decretou situação de emergência na saúde pública e novas medidas restritivas no município. Entre as mudanças ficou determinado aos estabelecimentos comerciais e industriais, o oferecimento de material para cuidados pessoais, sobretudo da lavagem das mãos, e também a utilização de produtos assépticos durante o trabalho.

As medidas são para evitar aglomeração de pessoas e impedir a contaminação do Covid-19. Conforme o Decreto Nº º 040/2020, também ficou decidido que o estabelecimento defina limites quantitativos para a aquisição de bens essenciais à saúde, à higiene e à alimentação, sempre que necessário, para evitar o esvaziamento do estoque de tais produtos.

Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Em virtude disso, os estabelecimentos comerciais devem ter setores ou horários exclusivos para atender aos clientes com idade igual ou superior a 60 anos e àqueles que integrem grupos de risco.

Com o intuito de atender e reforçar a prevenção do covid-19, o comercial Brito instalou uma pia na entrada do supermercado e está evitando a aglomeração de pessoas. Outros supermercados também estão tomando as providências conforme o decreto estabeleceu: disponibilizar álcool em gel e adotar sistemas de escala.

 

Atividades em estabelecimentos

  • Distância mínima dos trabalhadores e clientes deve ser de 2 metros
  • Organização de escala de revezamento para evitar aglomeração
  • Não levar crianças e nem idosos às compras
  • Adotar um setor ou horário especifico para atender grupos de riscos